Cuidados que você precisa ter em Praga

Dicas para você evitar dores de cabeça na sua aventura tcheca
Infos gerais  /   /  Por Gabe Britto

Sim, o idioma tcheco e seus acentos são assustadores e a sopa de tripas de vaca (dršťková polévka) é uma ameaça presente em vários restaurantes.

Mas tirando isso, Praga e a República Tcheca são extremamente seguras, tanto que vários europeus de outros países se dizem mais tranquilos nelas do que nos seus lugares de origem.

Em relação à criminalidade, em 2016 o país foi apontado como o 6º mais pacífico do mundo e o 5º da Europa, numa pesquisa global que avalia desde estatísticas oficiais até a sensação de segurança. Quase ao mesmo tempo, a polícia tcheca divulgou que o número de crimes – que sempre foi baixíssimo – vem caindo sem parar desde 2012.

No assunto “terrorismo”, a inteligência tcheca vive em alerta, mas até mesmo os governos dos EUA e da Grã-Bretanha – que sempre são alarmistas – indicam o país como um lugar de baixo risco de atentados e também dizem que seus cidadãos podem visitar a República Tcheca sem medo da qualidade dos hospitais, da água e do trânsito (onde os tchecos ficam entre os 15 mais seguros da Europa).

Até nos crimes pela internet o país é ótimo: uma pesquisa de 2015 mostrou que só 10% dos habitantes havia tido problemas de segurança no mundo virtual no ano anterior, o melhor resultado de toda a União Europeia.

“Mas então nunca acontece nada de grave na República Tcheca, Gabriel?”

É claro que acontece, nenhum lugar está livre de pessoas loucas e más. Só que os casos na República Tcheca (ainda mais nas regiões turísticas) são tão poucos que a chance de você viver uma situação dessas é mínima.

Os problemas mais comuns são estes aqui embaixo, pequenos, que causam no máximo dores de cabeça e prejuízos financeiros. Fique alerta, siga as dicas para não cair neles e aproveite a maravilhosa sensação de poder caminhar tranquilamente por qualquer lugar, a qualquer hora.

Batedores de carteiras

Houve um tempo em que Praga era oficialmente a campeã em carteiras batidas na Europa. Isso melhorou, mas a cidade ainda segue entre as primeiras do ranking.

A dica é: tome muito cuidado em áreas lotadas de turistas (como a Ponte Carlos e o Relógio Astronômico, por exemplo) e fique de olho aberto em bondes e metrôs, principalmente no embarque. Nestes lugares, carregue mochilas e bolsas (fechadas!) na frente do corpo e nem pense em deixar a carteira ou celular no bolso de trás da calça.

Turistas aglomerados em frente ao Relógio Astronômico, em Praga

Turistas aglomerados em frente ao Relógio Astronômico: um bom momento para os batedores de carteira

Uma dica extra que vale mais para os homens (que são notoriamente debilóides nessas situações): se você estiver caminhando de madrugada e alguma desconhecida vier se abraçar em você, dizendo que você é lindo, gostoso e hmmm… que delícia de macho!, se afaste. É enorme a chance dela surrupiar a sua carteira enquanto você estufa o peito achando que está arrasando na República Tcheca.

Troca de dinheiro

Falei disso no post sobre onde trocar dinheiro em Praga, mas repito aqui: nunca troque dinheiro com pessoas nas ruas, porque você vai ser enganado. E mesmo em casas de câmbio, sempre pergunte quanto você vai receber antes de entregar o seu dinheiro, assim você evita taxas-surpresa.

Bondes X faixas de segurança

Anote: os bondes sempre têm prioridade no trânsito tcheco, seja em relação a carros, seja em relação a faixas de segurança.

Por isso sempre olhe para os lados antes de atravessar faixas que cruzam trilhos. Existe até uma sinalização alertando para isso (“pozor tram“, que significa “cuidado, bonde”) e um sinal luminoso vem sendo testado em alguns pontos, mas fique alerta mesmo sem eles.

Sinalização "Cuidado, bonde" em Praga

“Cuidado, bonde”

É claro que os motoristas não são psicopatas e nunca vão jogar o bonde para cima de alguém deliberadamente parado na faixa. Mas pode ter certeza de que eles vão apertar a buzina/sineta de forma tão escandalosa que você vai ficar muito envergonhado com a situação.

Táxi

É simples: nunca pegue táxis nas ruas. Explicarei isso em outro post, num futuro próximo. Por enquanto, baixe o aplicativo da AAA ou da TickTack Taxi e peça um carro através deles. Ou use o Uber.

Anotou tudo? Então siga também a minha recomendação turística: passeie por Praga na madrugada, quando ela fica vazia, praticamente só para você. E leve sua câmera para fazer lindas fotos. Não precisa ter medo.

O que fazer me caso de emergência

Ligue 112. Este é o número que serve para todos os serviços de emergência da cidade. Qualquer problema: 112.

Sobre o Autor

4 Comentários
 
  1. Suzana L.Vieira 22 de agosto de 2016 at 3:37 pm Responder

    Ótimo Gabe!!

    • Gabe Britto 23 de agosto de 2016 at 5:52 pm Responder

      =)))

  2. PS 16 de setembro de 2016 at 2:43 pm Responder

    Acha que é uma cidade segura para uma mulher viajar sozinha?

    • Gabe Britto 17 de setembro de 2016 at 11:30 am Responder

      Patricia, eu sempre acho complicado responder a esta questão, afinal sou homem, então vou dizer o que minha mulher e minha amiga dizem: sim, totalmente segura. Ambas caminham pela cidade, à noite, sozinhas, por ruas vazias, sem o menor medo e sem nada nunca ter acontecido a elas. 😉

Deixe um comentário