As vantagens de visitar Praga no inverno

Descubra os muitos pontos positivos de visitar a capital tcheca na estação do ano que muita gente evita
Notícias e curiosidades  /   /  Por Gabe Britto

Os meses mais frios do ano definitivamente não são os preferidos dos turistas ao redor do mundo, tanto que o inverno costuma ser a baixa temporada nos destinos mais concorridos, com exceção de estações de esqui e do período de festas de fim de ano.

Em Praga não é diferente. A redução do número de visitantes nessa época é evidente para quem já passeou pela cidade na primavera, no verão ou no outono. Mas será que o pessoal que evita a capital tcheca em dezembro, janeiro e fevereiro está fazendo o certo? Será que não está justamente perdendo algumas grandes vantagens?

Para ajudar a tirar estas dúvidas, fiz uma lista de coisas boas do inverno em Praga. Claro que tudo isso é preferência pessoal minha, mas leia e decida por você mesmo. Se gostar, você já sabe mais ou menos para quando pode reservar as suas próximas férias.

Praga no inverno: as vantagens

Menos turistas nas atrações

Janeiro e fevereiro em Praga são os meses perfeitos para quem não gosta de (tantas) multidões nos pontos turísticos.

Praça da Cidade Velha, no inverno em Praga

Banda tocando num fim de tarde numa Praça da Cidade Velha muito mais vazia do que no verão

É claro que não estou falando de lugares totalmente vazios o dia inteiro, porque isso é impossível numa cidade que recebe 7 milhões de pessoas por ano, como a capital tcheca. Mas para os padrões dela, o inverno é praticamente um deserto. E se você se esforçar um pouco, pode, sim, encontrar lugares totalmente vazios (veja o próximo item).

 

Nenhum turista depois de certos horários

Faça um forcinha, vista seu casaco mais grosso e vá para o Castelo de Praga depois das 17h, por exemplo. Este é o horário em que as atrações cobertas do complexo fecham, mas os pátios seguem abertos até às 22 horas.

É a sua chance de passear pelo castelo praticamente sozinho e de visitar a sempre lotada Rua Dourada (aquela com as casinhas pequenas e tortas, onde Kafka viveu) sem ninguém ao seu lado e de graça.

Golden Lane vazia, em no inverno em Praga

A Rua Dourada vazia: um fenômeno típico de inverno em Praga

Tudo vai esvaziando ainda mais à medida em que a noite avança, então sua recompensa será ainda maior se você conseguir ir mais tarde. Vai estar frio e escuro, mas também vai estar lindamente iluminado e sossegado.

 

Sol nascendo mais tarde

Essa é para aqueles que, como eu, adoram levantar cedo para ver e fotografar a cidade vazia.

Isso porque o tal “levantar cedo” não é tão cedo no inverno, já que o sol nasce bem mais tarde nessa época do ano e você nem precisa se esforçar muito para aproveitar a calmaria da Praga matutina.

Ponte Carlos, suas estátuas e o sol nascendo no inverno, em Praga

Ponte Carlos, suas estátuas e o sol nascendo no inverno

Para você ter uma ideia, no fim de janeiro dá para pegar o sol nascendo na Ponte Carlos mesmo chegando às 8h da manhã, como nesta foto acima (feita exatamente às 8h34). Ainda achou cedo? Pois saiba que em junho você precisa estar na ponte antes das 5h para conseguir fazer o mesmo.

Bem melhor no inverno, né?

 

Preços mais baixos nos hotéis (e ofertas)

A baixa temporada e a falta de tantos turistas no inverno refletem diretamente no seu bolso: esta é a época com as diárias mais baratas nos hotéis em Praga e com excelentes ofertas em sites de reservas como o Booking.

Cama do hotel Motel One, no bairro Cidade Nova, em Praga

Cama do hotel Motel One, no bairro Cidade Nova

Em alguns casos, você consegue mais de 50% de desconto em relação às tarifas normais, aplicadas nos meses mais quentes e procurados.

 

A felicidade nos dias de sol

Sendo bem sincero, o humor dos tchecos não é dos melhores no inverno (o que é bem compreensível, né?). Por outro lado, se você der a sorte de pegar um dia de sol, mesmo com muito frio, você vai poder testemunhar a incrível e maravilhosa mudança que um tempo bonito exerce sobre esse povo.

Se for um final de semana, então, prepare-se para ver pessoas aproveitando as ruas, parques e a beira do rio Vltava como se não houvesse amanhã.

Praga no inverno: um dia de sol na beira do Vltava

Beira do rio Vltava num dia de sol no meio do inverno: o lugar certo para ver muitos praguenses

 

Poucos dias de chuva

Se os dias de sol são escassos, o inverno também significa pouca chuva em Praga. Historicamente, janeiro e fevereiro são os meses menos molhados do ano – e fevereiro costuma ser o campeão de dias sem cair uma gota do céu.

Sim, você vai precisar de casacos para passear no fria da rua, mas praticamente não vai precisar levar um guarda-chuva na mochila.

Ponte Carlos, em Praga, à noite, no inverno

Nos raros dias de chuva no inverno, você pode aproveitar a neblina e as poças de água para fazer fotos bem bonitas

 

O frio que pode nem ser tão frio assim

Você tem chances, sim, de pegar climas bem menos rigorosos do que os turistas brasileiros esperam de Praga nesta época.

Em fevereiro de 2017, por exemplo, houve dias com temperatura ao redor de 7 graus positivos, com lindos dias de sol, quando os tchecos saíram enlouquecidos para as ruas e os restaurantes trabalharam com portas e janelas abertas para aproveitar o “calorzinho”.

Praga no inverno: dia de sol

Acredite, um dia de inverno em Praga também pode ser assim (e este não foi o único na mesma semana)

É claro que tudo depende da sua sorte (em janeiro, um mês antes deste “verãozinho fora de época”, a temperatura foi abaixo de -10ºC), mas por que não arriscar?

Sempre lembrando: dentro do seu quarto de hotel e de todos os ambientes fechados da cidade, o clima é maravilhosamente aquecido.

 

A neve

Praga é a cidade mais linda do mundo (na minha opinião), mas consegue ficar ainda mais linda coberta de neve. É verdade que, com um pouco de sorte, você consegue ver este cenário em outras épocas do ano também. Mas as chances são maiores no inverno.

Praga com neve, no inverno

Não é irresistível?

E as desvantagens do inverno em Praga?

Bem, sim, elas existem. Os dias são mais curtos, o tempo está quase sempre nublado, o frio pode ser muito forte e as ruas ficam imundas quando a neve derrete (como em qualquer lugar onde neva).

Mas eu sinceramente acho que as vantagens compensam as desvantagens. E você?

Sobre o Autor

2 Comentários
 
  1. Tony & Cecília 14 de março de 2017 at 8:48 am Responder

    Nossa única experiência de Praga foi no inverno e concordamos com cada um dos pontos que você colocou no texto, Gabe. Abraço!

    • Gabe Britto 14 de março de 2017 at 12:28 pm Responder

      =) Que bom, Tony e Cecília!

Deixe um comentário