O que foi a Revolução de Veludo e onde comemorar a data com os tchecos

Monumento à Revolução de Veludo, em Praga

Entre as tantas datas de destaque no calendário da República Tcheca, uma das mais importantes é o 17 de Novembro, dia de lembrar o início da Revolução de Veludo, a revolta popular que acabou com 4 décadas de ditadura comunista soviética no que era a Tchecoslováquia.

Como foi a Revolução de Veludo?

Naquele dia, em 1989, 15 mil estudantes tchecos saíram às ruas de Praga para relembrar um massacre cometido pelos nazistas contra outros estudantes, 50 anos antes.

Os ares no país já tinham cheiro de mudanças, afinal a Polônia e a Hungria já viviam a abertura da Cortina de Ferro e até a queda do Muro de Berlim completava 8 dias.

A manifestação destes estudantes estava autorizada pelo regime, mas tinha obrigação de ir até o Cemitério de Vyšehrad e terminar lá. A ordem, porém, foi heroicamente ignorada. Ao invés de seguir a determinação oficial, a multidão caminhou em direção à Praça Venceslau (Václavské náměstí ou Wenceslas Square), o endereço clássico dos protestos em Praga.

Percebendo o que estava por vir, a tropa de choque da polícia se posicionou no meio do caminho, exatamente na avenida Národní třída, uma das mais importantes da cidade. Ali, começou o confronto.

Muitas pessoas ficaram feridas naquela noite, gerando a revolta da população contra a violência dos agentes do governo.

No dia seguinte, como resposta, estudantes de universidades decretaram greve geral, estimulando outras ações de protesto em todo o país. A Praça Venceslau passou a receber mais e mais pessoas indignadas, enquanto o governo começava a perceber que o seu poder estava no fim.

Revolução de Veludo em Praga
A Praça Venceslau lotada, em 1989: ao fundo, o Museu Nacional

Em 25 de novembro veio o golpe final: em Praga, quase 1 milhão de pessoas enfrentaram o frio e a neve para comparecer a um protesto no Parque Letná, o que levou o parlamento a mexer na Constituição para permitir que partidos contrários ao regime assumissem o governo.

Após semanas de muitas negociações e de incansáveis protestos (com a população balançando chaves, simbolizando a abertura de portas e o adeus aos soviéticos), um governo de maioria opositora assumiu. E, em 29 de dezembro, Václav Havel, o nome mais forte dos oposicionistas, assumiu a Presidência da Tchecoslováquia com a determinação de levar o país a eleições livres o mais brevemente possível.

Era o fim oficial dos 41 anos de ditadura soviética sobre tchecos e eslovacos.

Por que o nome “Revolução de Veludo”?

A Revolução de Veludo ganhou este nome por ter sido considerada uma revolução relativamente suave e pacífica, quase sem violência (se comparada a tantas outras revoluções sangrentas da história).

Quem era Václav Havel?

Václav Havel era dramaturgo e poeta, mas ganhou fama e respeito internacional por ser o principal nome dos opositores à ditadura.

Esse protagonismo fez com que Havel fosse perseguido e preso várias vezes, mas também o levou a ser escolhido como o líder do movimento civil que negociava com o governo durante a Revolução de Veludo e, logo depois, o levou a ser eleito pelo parlamento como o presidente interino do país, até novas eleições livres.

Nelas, em julho de 1990, foi escolhido novamente, desta vez pela população. Havel ainda foi eleito mais duas vezes e só deixou a Presidência em 2003.

Václav Havel, dentro do Castelo de Praga, acena para a população logo após ser eleito
Havel, dentro do Castelo de Praga, acena para a população logo após ser eleito

Em 2011, depois de quase uma vida inteira dedicada à defesa dos Direitos Humanos e da liberdade no mundo inteiro, foi levado por um câncer.

Em 2016, a praça que fica entre os dois prédios do Teatro Nacional e que é uma área de frequentes eventos culturais em Praga recebeu o seu nome e uma escultura em sua homenagem.

Monumento a Václav Havel, em Praga
Monumento a Havel, na praça que leva o seu nome: local de peregrinação a cada 17 de Novembro

Onde comemorar os 30 anos da Revolução de Veludo, em Praga

Se você tiver a sorte de estar em Praga em um 17 de Novembro, quando a Revolução de Veludo faz aniversário, vai ver a cidade numa festa.

O principal local de comemoração é a avenida Národní třída., exatamente na divisa entre a Cidade Velha e a Cidade Nova. Ela é o endereço onde a polícia atacou os estudantes, gerando a revolta na população. Hoje é onde os praguenses lembram a data todos os anos, com muita festa, shows, bandeiras e emoção, como você pode ver nas cenas abaixo.

Revolução de Veludo em Praga: criança comemorando
As crianças também comemoram
Revolução de Veludo em Praga: mulher imitando os guardas comunistas
Uma mulher vestida de oficial do regime: hoje, eles são motivo de piada
Revolução de Veludo em Praga: casal dançando tango
Tem até tango na festa

Se você, passar por lá, não esqueça de comprar um pin com as cores da bandeira tcheca, para ajudar a organização que coordena a festa anualmente.

Pin em comemoração à Revolução de Veludo, em Praga
Pin com as cores tchecas

Pertinho dali, em outro local clássico (a Praça Venceslau), também pode haver algo como um show ou mais comemorações. Vale verificar. Mas o mais importante é aproveitar para celebrar a liberdade junto com os tchecos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.