Trocar dinheiro em Praga é muito fácil. Existe uma infinidade de casas de câmbio (směnárna, em tcheco) espalhadas pela cidade e você pode trocar seus euros, dólares, libras e mais um monte de moedas nelas mesmo. Não é preciso ir a bancos para trocar.

O problema é que também é muito fácil ser enganado, porque muitas destas casas cobram taxas que o turista só fica sabendo quando já fez a troca – além dos falsários que trocam dinheiro na rua (NUNCA use o serviço deles).

Duas dicas para evitar ser pego de surpresa por taxas das casas de câmbio:

– Antes de dar o dinheiro, sempre pergunte quanto você vai receber pela sua troca, informando a quantidade que quer trocar. A pessoa do outro lado do vidro é obrigada por lei a dizer o número e você vai saber exatamente quanto vai levar.

– Dê preferência para casas de câmbio onde estiver escrito free of charge, 0% commision ou algo similar em inglês. Em tcheco, a frase é bez poplatku (sem comissão). Mesmo assim, sempre pergunte quanto você vai receber, conforme a primeira dica. Isso porque muitos destes avisos se referem apenas a trocas de quantias muito altas. Daí você vai lá trocar 100 USD e é tungado numa taxa absurda.

 

Dicas e cuidados: como e onde trocar dinheiro em Praga

Notas falsas

É raro que casas de câmbio deem notas falsas. Porém, fique de olho e nunca troque dinheiro na rua.

Notas verdadeiras de coroas tchecas

Estas são as notas verdadeiras (foto: ThecentreCZ / Domínio público)

 

Notas de rublos russos e forints húngaros ao invés de coroas tchecas

Repito: isso não acontece normalmente em casas de câmbio, mas vigaristas que trocam dinheiro nas ruas costumam dar notas de rublos russos e de forints húngaros para os turistas, dizendo que são coroas tchecas. A vítima pode até conseguir trocar as notas depois de descobrir a fraude, mas elas infelizmente não valem nada (ainda que tenham muitos zeros). De novo: NUNCA troque dinheiro na rua.

Aviso não troque dinheiro na rua, em Praga

Você está avisado

 

Troque mais para ganhar mais

Isso é básico em qualquer lugar do mundo: quanto mais dinheiro você tiver para trocar, mais chances tem de conseguir uma taxa melhor.

Em Praga, é comum que casas de câmbio ofereçam uma “cotação VIP” para trocas acima de um determinado valor que pode variar bastante, indo do equivalente a menos de 100 EUR até 3.000 EUR ou mais. Mas vale dar aquela chorada sempre. Você pode conseguir uns trocos extras se trocar 100 euros ao invés de 50 por exemplo.

 

Documentos necessários

Ninguém pede nada se você trocar menos de 1.000 euros.

Para quantias maiores do que isso (ou o equivalente em outras moedas), é preciso apresentar um passaporte.

 

Horários de funcionamento

Casas de câmbio costumam funcionar todos os dias, muitas 24 horas por dia. Algumas reduzem horários nos domingos, mas em geral você não vai ter dificuldades para trocar dinheiro por isso. Eu já troquei dinheiro às 6h da manhã, numa rua vazia do centro.

 

Não troque no aeroporto

Casa de câmbio no Terminal 2 do aeroporto de Praga

Casa de câmbio no Terminal 2 do aeroporto: não faça isso

O aeroporto de Praga tem casas de câmbio dentro e fora da área reservada para passageiros. Duas funcionam 24 horas nos terminais 1 e 2 do aeroporto, mas as cotações de todas são péssimas.

Na verificação mais recente deste blog (fev/2017), a cotação estava em 20,75 CZK (após taxas) para cada USD, e 22,60 CZK (após taxas) para cada EUR, em dias em que dólar e euro estavam perto de 23 e 26 CZK, respectivamente, nas casas do centro.

Ou seja: é um valor absurdamente baixo, então só troque se for caso de vida ou morte.

Lembre-se que você não precisa de dinheiro vivo para ir até o seu hotel, porque táxis e transfers do aeroporto de Praga podem ser pagos com cartão de crédito e que você pode comprar bilhetes e passes de transporte público para a cidade da mesma forma.

 

Não troque na estação principal de trem

Chegando de trem, você provavelmente vai desembarcar na estação principal (Praha hlavní nádraží, abreviada como Praha hl.n. ou Main Station, em inglês). Nela vale a mesma dica do aeroporto: não troque dinheiro, porque a cotação costuma ser péssima.

Você não precisa de dinheiro vivo para ir até o seu hotel. O guichê de vendas da empresa de transportes de Praga aceita pagamento em cartão até mesmo para uma passagem e você ainda pode comprar da mesma forma nas máquinas automáticas.

Guichê da empresa de transportes de Praga na estação principal

Guichê da empresa de transportes de Praga na estação principal de trens

Como alternativa, você pode reservar um transfer com a Prague Airport Transfers e pagar com cartão, euros ou dólares, deixando para trocar depois de largar as malas no hotel;

Se você realmente precisar de dinheiro na chegada de trem, você pode:

Sacar dinheiro da sua conta nos caixas eletrônicos, se o seu cartão estiver habilitado para isso;

– Sair e caminhar pela região atrás de algo melhor – a estação é bem central e os arredores são muito seguros;

– Caminhar até uma boa casa de câmbio de Praga (veja descrição mais abaixo), que fica a 1 km da estação de trem;

 

 

Não troque na estação de ônibus Florenc

Chegando de ônibus de outro país, é quase certo que você vai parar na estação Florenc (apresentada às vezes como Florenc AN). Nela, também vale a regra do aeroporto: não troque dinheiro lá. Ainda que a cotação não seja tão ruim quanto nos outros locais de chegada na cidade, ela costuma ser fraca.

Para chegar no seu hotel sem precisar de dinheiro vivo, você pode comprar seu bilhete de transporte público no guichê de informações turísticas, junto ao pátio de ônibus de Florenc. Ou ainda pode reservar um transfer com a Prague Airport Transfers e pagar com cartão, euros ou dólares, deixando para trocar depois de largar as malas no hotel.

O centro de informação ao turista, em Florenc, Praga

O centro de informação ao turista, em Florenc: compre seu bilhete lá, pagando com cartão

Se realmente precisar de dinheiro estação de ônibus, você pode:

Sacar dinheiro da sua conta nos caixas eletrônicos, se o seu cartão estiver habilitado para isso;

– Sair e caminhar pela região atrás de algo melhor – a estação é bem central e os arredores são muito seguros;

– Caminhar 200 metros até a Infobus, uma empresa de venda de passagens que costuma ter uma boa cotação (veja o mapa);

 

 

Os melhores lugares para trocar dinheiro em Praga

As cotações variam bastante e as diferenças podem ser grandes ou pequenas entre todas as casas de câmbio da cidade. Mas nas várias pesquisas deste blog, as casas de câmbio Alfa PragueXchange Grossmann sempre tiveram as melhores taxas, sem cobrar comissões.

Fachada do Xchange Grossmann, em Praga

Fachada do Xchange Grossmann

A Alfa Prague tem duas lojas.

Uma fica no lado de fora do shopping center Palladium, pertinho da Casa Municipal. O endereço é Náměstí Republiky 1 e você chega lá pela estação de bondes e metrô Náměstí Republiky (linha B, cor amarela).

 

A outra loja da Alfa Prague fica na rua Na Příkopě 23, dentro de uma galeria. É endereço bem central.

O endereço da Grossmann é Krakovská 18uma travessa da Praça Venceslau (Václavské náměstí). O jeito mais fácil de chegar é descendo na estação de metrô Muzeum (linhas A e C, cores verde e vermelha, respectivamente).

Se essas casas de câmbio ficarem muito fora do seu roteiro, apenas acesse os sites delas (links nos nomes, acima) para ver quanto elas pagam pelos seus euros e dólares e use esse valor como referência quando for trocar em outros lugares.

 

Outros lugares bons para trocar

Além dos melhores lugares da cidade e da loja da Infobus (perto da estação rodoviária Florenc), você pode encontrar cotações decentes na Exchange e na Exchange 8, ambas bem perto da Praça da Cidade Velha. É possível verificar as cotações delas clicando nos nomes acima.

 

Dá para pagar com euros?

Existem hotéis que aceitam pagamento em euros e dólares, mas não considere isso sem perguntar no local e não pense que eles vão ficar trocando dinheiro para você.

A situação fica ainda mais incerta em restaurantes e outros lugares comerciais. Muitos topam receber em euros e até já colocam o valor na nota fiscal (com menor destaque que o valor em coroas tchecas), porém eles trabalham com cotações que costumam ser ruins. Para não ter nenhum problema, ande sempre com o cartão de crédito e com coroas tchecas.

Euros em Praga

Preço em coroas tchecas com valor em euros logo embaixo: dá para pagar, mas a cotação aqui é ruim

 
Este post tem links para parceiros do blog. Clique aqui para conhecer a política de parcerias do Insider Praga.
Sobre o Autor

28 Comentários
 
  1. Fernando 30 de agosto de 2017 at 7:04 pm Responder

    Simplesmente sensacional essa sua página! Parabens!! Voce tem alguma dica sobre como e onde trocar dinheiro em Budapeste? Abraços

    • Gabe Britto 3 de setembro de 2017 at 5:34 pm Responder

      Oi, Fernando! Obrigado pelos parabéns! Não tenho dicas sobre Budapeste, não, infelizmente. Abraço!

  2. Jacqueline 18 de julho de 2017 at 7:38 pm Responder

    Boa Tarde.

    Pretendo trocar o dinheiro em caixa eletrônico, pois me informaram que seria a melhor forma. Alguém sabe a localização desses caixas eletrônicos, se possível? Obrigada.

    • Gabe Britto 18 de julho de 2017 at 11:17 pm Responder

      Oi, Jacqueline!

      Quando você diz “trocar o dinheiro em caixa eletrônico”, você quer dizer “sacar dinheiro em caixa eletrônico”, certo?

      Você vai encontrar caixas eletrônicos em toda parte, mas se você quiser endereços específicos, vá no Google Maps, procure Praga e, depois, digite Bankomat ou ATM. Os pontos onde existem caixas eletrônicos vão aparecer à medida em que você aproximar o zoom e movimentar o mapa.

      (Fiz aqui para você, na verdade.)

      Apenas evite os caixas eletrônicos da marca Euronet. 😉

      Boa viagem.

  3. Edivaldo Silva 6 de abril de 2017 at 12:40 pm Responder

    Ola Gabe só pra acrescentar às suas informações: acabei de chegar de Praga passei 4 dias e NÃO precisei trocar dinheiro em momento algum. Cheguei por trem e contratei a empresa q vc recomendou paguei em € depois usei o VTM e € pra tudo até imã de geladeira…

    • Gabe Britto 6 de abril de 2017 at 12:50 pm Responder

      Oi, Edivaldo! Obrigado pelo comentário com a sua experiência! 🙂

      Como eu digo ali em cima, muitos lugares topam receber em euros, então você pode passar o seu tempo todo em Praga sem precisar trocar dinheiro. Basta usar o cartão de crédito e ir apenas em lugares que aceitem euros. Tudo depende da sua sorte de não querer ir num lugar que não aceite nenhum dos dois (acredite: eles existem).

      A questão é que a cotação para estes euros usados para pagar produtos ou serviços sempre vai ser ruim (e, caso seja boa, pode ter certeza de que o preço do produto está alto para compensar).

      Se a diferença não for um problema para o viajante, ótimo, não precisa trocar nada mesmo. Mas se for um problema, o melhor é ter coroas. 😉

      Abraço!

  4. Paloma 7 de março de 2017 at 2:42 pm Responder

    Excelente post. Muito obrugada.

    • Gabe Britto 7 de março de 2017 at 5:10 pm Responder

      =)

  5. flavio mesquita 1 de março de 2017 at 11:11 am Responder

    parabéns pelo seu blog,alugando um carro em praga tenho alguma restrição de atravessar as fronteiras da Áustria ou Alemanha????obrigado

    • Gabe Britto 1 de março de 2017 at 1:33 pm Responder

      Oi, Flávio! Obrigado pelo elogio! =)

      Tudo muda de locadora para locadora. Pergunte naquela que você escolher.

      Sugestão: faça uma busca na Rentcars.

      Abraço!

  6. André Casanova 28 de fevereiro de 2017 at 11:29 pm Responder

    Gabbe,

    Cara, seu site é muito bom. Irei em Outubro pra lá, mas já estou coletando todas as informações (ansiedade é um problema muito grande mesmo, né? rsrsrs) e estava lendo outros blogs, outros relatos mas quero o seu definitivo pois li uma vez que você já morou no inícios dos anos 2000.

    Bem, minha dúvida é algo que tenho muuuuito medo que é receber dinheiro falso. Quais as dicas que você dá? Qual a chance de eu receber dinheiro falso se eu trocar meu dinheiro na Grossmann? Prefiro lá porque fica perto da central de trem e da casa que eu ficarei.

    Ahh.. eu aluguei uma casa pelo airbnb. Você me dá alguma orientação, dica tb?

    Ahhh.. tenh certeza que irei bater fotos de madrugada conforme sua orientação, amigo 😉 Abração!

    • Gabe Britto 1 de março de 2017 at 1:00 pm Responder

      Oi, André! Obrigado pelo elogio ao site! =)

      Sobre seu medo de receber dinheiro falso: sendo bem sincero, isso simplesmente não vai acontecer se você trocar em casas de câmbio (menos ainda nas casas que recomendo). Dinheiro falso é só para quem troca na rua, com pessoas avulsas que abordam quem está caminhando, oferecendo cotações impossíveis. Se você quiser ficar mais tranquilo ainda, peça e guarde o seu comprovante de troca.

      Sobre o seu apê, que orientação você precisa?

      Abraço!

      • Andre Casanova 1 de março de 2017 at 2:18 pm

        Gabe, Obrigado por responder!!

        Então… alguma dica sobre a cultura Tcheca. O que não deve fazer em bar, o que não fazer na casa. Algo especifico que fuja da nossa cultura?

      • Gabe Britto 1 de março de 2017 at 2:48 pm

        Putz, André, são várias dicas. Um post sobre isso está na lista, mas por enquanto só tem algumas espalhadas em assuntos específicos pelo blog.

        As dicas gerais são as mesmas válidas no mundo inteiro: seja educado em todos os lugares, com todas as pessoas, tenha bom senso e esteja permanentemente aberto às diferenças culturais. Muitas coisas vão parecer estranhas para você, mas são apenas hábitos tchecos. Então relaxe e aproveite a sua oportunidade de viver tudo isso. 😉

        Abraço!

      • Andre Casanova 1 de março de 2017 at 4:07 pm

        Ah, então segue como uma sugestão. Faz um post sobre os habitos tchecos e o que nao deve fazer.

        Um dia li em um blog que os tchecos amam livros e até presenteiam bastante com livros. Também para não se assustar num mercado se no caixa a funcionaria começar a passar as coisas muito rápido caso note a fila crescendo.
        Isso tudo que eu disse, procede? Como eu disse.. só li por aí. srsrsrs

        Com relação a cultura, sou bem aberto às diferenças. Eu sou paulista e minha namorada Gaúcha, então acho que começa por aí. hahahahahahaha.

        O seu post sobre os cuidados em Praga é excelente também.

        É verdade que tem uma feira em Praga que vendem carne de pouco e mostram o valor de 100g, mas a compra no minimo é de 500g e muitos turistas se deram mal?

        Desculpa te incomodar com trocentas pergunta, camaradas. rsrs

      • Gabe Britto 2 de março de 2017 at 12:40 pm

        Obrigado pela sugestão, André. Como eu falei, este post está na lista, mas ainda vai levar um tempo porque tenho uma montanha de informações para colocar antes. Blog não é trabalho fácil, como muita gente pensa. =)

        Sim, essas informações que você tem procedem. Os caixas de supermercado costumam ser rápidos e até antipáticos, não espere sorrisos neles. Aliás, não espere sorrisos de quem estiver trabalhando.

        Sobre a feira, sim, tem disso. É uma feirinha numa área superturística. Fica a dica: sempre preste bem a atenção no que está escrito em placas antes de pedir alguma coisa. E não fique alarmado, porque turistas se deram mal nessas bancas, mas ninguém morreu ou quebrou financeiramente por isso. 😉

        Abraço.

  7. Suzana Shelps 6 de outubro de 2016 at 7:26 pm Responder

    Parabéns pelo seu Blog, está me ajudando muito. Estarei em Praga em Outubro e estou pegando todas as dicas aqui. Uma dúvida: estaremos de carro, consigo estacionar com facilidade? Obrigada!

    • Gabe Britto 6 de outubro de 2016 at 7:47 pm Responder

      Obrigado, Suzana! Que bom que o blog está ajudando! =)

      Sobre o carro, tudo vai depender de onde vocês vão ficar.

      As áreas de estacionamento no centro da cidade são cheias de regras e muitas delas são exclusivas para moradores ou para quem tem empresa por ali. Se o seu hotel ficar na região, vocês provavelmente vão ter que procurar uma garagem. Peça informações no seu hotel mesmo. O pessoal deve saber o melhor lugar para estacionar nas redondezas.

      Abraço! Boa viagem!

  8. Bia 6 de agosto de 2016 at 11:13 pm Responder

    Ola Gabe! Ficarei 3 dias em Praga e uma noite em Cesky Krumlov . Quanto vc acha que precisarei em media por dia para trocar euros por coroas tchecas? Pretendo ir no castelo de praga, fazer um free walking tour no primeiro dia e comer em lugares tipo fast food, pois acredito que sozinha para ir em restaurante fica caro. Vc acha que compensa comprar o PRAGA PASS CARD ou equivalente? Para ir a algum show a noite sozinha vc acha que é perigoso ? Ficarei perto da Praca Venceslau., Obrigada!

    • Gabe Britto 8 de agosto de 2016 at 4:38 pm Responder

      Oi, Bia! É complicado dizer quanto você vai gastar porque isso é muito pessoal. Dê uma olhada no post Quanto Custa Praga? para ter uma ideia com os preços pesquisados. Mas, olha, dependendo do restaurante não é caro, não. Vale olhar antes de descartar, viu? 😉 Sobre o passe de visitação, também depende do que você pretende fazer. Se você pretende entrar em muitos lugares, pode valer. Mas se você é mais de caminhar pela cidade, então o melhor é pagar individualmente mesmo. Para mim, o passe não vale a pena. Para finalizar, Praga é muito segura e você pode andar por ela tranquilamente, de dia ou de noite. É claro que sempre vale evitar grupos de homens bêbados e tal, mas só isso. As chances de algo ruim acontecer são praticamente inexistentes. Abraço e boa viagem! =)

  9. Maria Fernanda 31 de julho de 2016 at 1:06 am Responder

    Oi, tb chegarei em Praga pela estação central vinda de Dresden.
    Chegarei por volta de 21/22 hs e sem coroas tchecas.

    É fácil localizar as máquinas para sacar dinheiro com cartão de crédito?

    Qto à compra de passagem do metrô, até tinha perguntado em outro post, mas já encontrei a resposta aqui de que existem máquinas que aceitam cartão de crédito.

    Obrigada!

    • Gabe Britto 31 de julho de 2016 at 2:52 am Responder

      Oi, Maria Fernanda. Respondi sobre as passagens de metrô lá na outra pergunta. Sobre as máquinas para sacar dinheiro, sim, é fácil. Qualquer dúvida, pergunte para algum funcionário da estação. Boa viagem!

  10. adriana d costa leao 30 de junho de 2016 at 10:52 pm Responder

    Valeu Gabe, muito obrigada. Sua página é muito boa e um diferencial, pois não encontramos muita coisa sobre Praga na NET.

    • Gabe Britto 30 de junho de 2016 at 11:15 pm Responder

      Obrigado, Adriana! Você viu que eu atualizei o post com respostas para as suas dúvidas? Veja ali! =)

  11. adriana d costa leao 30 de junho de 2016 at 10:36 am Responder

    Vou chegar em Praga num domingo e de trem, pois estarei na Alemanha. Tenho como trocar dinheiro no domingo? Ou troco na Alemanha???

    • Gabe Britto 30 de junho de 2016 at 10:44 am Responder

      Oi, Adriana. Bom dia.

      Muitas casas de câmbio funcionam diariamente. Arrisco a dizer que todas, até. Você não vai ter problemas para trocar dinheiro.

      Sobre trocar na estação de trem, não recomendo. A cotação é ruim. Você pode sair da estação e caminhar um pouco até achar algo melhor ou pode simplesmente comprar seu bilhete de transporte público nas máquinas que aceitam cartões e deixar para trocar dinheiro mais tarde, depois de largar suas malas no hotel.

  12. Carlos Cunha 29 de junho de 2016 at 2:21 am Responder

    Boa noite, Gabe. Primeiramente, parabéns e obrigado pelo site, será de grande valia para muitos que planejam visitar essa cidade incrível que é Praga. Já estive uma vez em 2012, quando ainda era solteiro, me hospedei no Mosaic Hostel, e adorei!

    Agora em julho irei novamente a Praga, dessa vez com minha esposa e filhos. Iremos de carro de Berlim a Praga, por isso tenho algumas dúvidas e te peço ajuda: como funcionam os pedágios na Rep. Tcheca? É possível pagar com cartão de crédito ou preciso trocar dinheiro assim que cruzar a fronteira? Caso necessite, alguma dica de onde trocar? Alguma dica sobre peculiaridades do trânsito, estradas, postos de gasolina na Rep. Tcheca?

    Depois de 3 dias em Praga, seguiremos para a Austria, ficando uma noite em Cesky Krumlov. Alguma dica de locais a visitar no caminho?

    Desde já muito obrigado!!!

    • Gabe Britto 29 de junho de 2016 at 12:01 pm Responder

      Ahoj, Carlos. Bom dia.

      Os pedágios na República Tcheca não são como os nossos. Não existem cabines onde você dá dinheiro para uma pessoa. O que existe é a necessidade de comprar um adesivo (motorway toll vignette) que permite o uso das autoestradas pagas. Você pode comprar estes adesivos em postos de gasolina e nos correios em toda a República Tcheca. Eles podem ser comprados por 10 dias (310 CZK), um mês (440 CZK) ou um ano (1.500 CZK), você escolhe. A CZK está na base de 27 para cada EUR.

      Se o seu carro fosse alugado na República Tcheca, eu diria que você não precisaria se preocupar com isso, já que as locadoras colocam os adesivos anuais em todos os seus carros. Mas como você vai alugar o seu carro em Berlim, recomendo que você pergunte para a sua locadora de lá.

      Se eles não tiverem o adesivo tcheco (provavelmente não terão), você pode comprar no primeiro posto de gasolina que encontrar assim que cruzar a fronteira. Não sei qual caminho você pretende fazer, mas se for pelas estradas maiores, você certamente vai comprar o seu adesivo antes da cidade de Ústí nad Labem. Daí você vai calcular quanto tempo vai ficar no país e comprar o adesivo adequado. Para saber onde e como colocar o adesivo, leia as instruções dele, que vêm em inglês também.

      Ah, sim: você pode pagar com cartão de crédito no posto.

      Sobre o trânsito em geral, não há mistério. Dirigir pela República Tcheca é facílimo e muito tranquilo. Os cuidados maiores são:

      – Respeite a sinalização e, principalmente, os limites de velocidade. Nas cidades (inclusive em Praga), a velocidade máxima é de 50 km/h. Apenas algumas avenidas muito grandes permitem mais. Fique atento às placas.

      – Não beba e dirija. A tolerância com álcool e direção é zero e você vai ter problemas se for pego.

      – A preferência é SEMPRE do transporte coletivo, principalmente os bondes. Fique atento às sinalizações no chão, que muitas vezes indicam paradas de bondes no meio da rua e obrigam você a parar antes. Não obstrua a passagem de um bonde. Se você precisar cruzar pelos trilhos, esteja certo de que não vem bonde de nenhum lado.

      – Não avance sobre o sinal amarelo e mantenha-se sempre na faixa que indica a direção para onde você vai.

      No caminho para a Áustria você pode parar em České Budějovice, a terra da Budvar (Budweiser) original. É uma cidade bonitinha, mas você vai achar que é um nada depois de passar por Praga. =)

      Boa viagem e indique o blog para os amigos!

Deixe um comentário