Este post foi escrito para as pessoas que, por motivos de força maior, têm apenas um dia livre em Praga. Não recomendo que qualquer outro turista escolha ficar apenas 24 horas na capital tcheca, porque isso é um desperdício de tempo e um tipo de turismo que este site não apoia.

Dito isso, vamos ao roteiro.

Pelo período reduzido, este passeio é extremamente básico e passa apenas pelas regiões mais turísticas, sem muitas chances de você fazer passeios internos nas atrações. Mas você vai ter uma bela visão geral da capital tcheca.

Vamos ser otimistas e pensar que é apenas o seu primeiro encontro com Praga. Em breve, você vai voltar com mais dias para aproveitar tudo.

Importante:

– O itinerário deste passeio é apenas uma sugestão e você pode mudar ruas e atrações de acordo com a sua vontade (é óbvio). Os bairros de Praga têm várias ruas lindas, você não precisa ficar só nas que eu indico.

– As atrações de algumas ruas são apenas os seus prédios, então caminhe olhando ao seu redor.

– Não coloquei o tempo que dura a caminhada porque isso depende do ritmo de cada um (mas vai um dia inteiro aí).

– Tampouco há “parada para o almoço” ou “parada para o café” porque isso também depende do seu ritmo. Mas indiquei lugares legais para comer ou beber pelo caminho, assim você decide quando der fome ou sede.

Agora vamos ao que interessa, porque o seu tempo está correndo.

 

O que fazer em um dia em Praga

• O ponto de partida é a Praça da República, onde fica a Casa Municipal e a Torre de Pólvora (Prašná brána). Para chegar lá, vá até a estação de metrô Náměstí Republiky, linha B, cor amarela.

Praga é um dos lugares mais incríveis para quem gosta de arquitetura art nouveau e a Casa Municipal é o maior ícone do estilo na cidade.

Casa Municipal, Praga

Fachada da Casa Municipal

• Passe por baixo da torre logo ao lado da Casa e siga em direção à Praça da Cidade Velha, onde estão a Igreja Nossa Senhora em frente a Týn (Týnský chram), o Relógio Astronômico (Pražský orloj) e a Prefeitura da Cidade Velha (Staroměstská radnice), além da lindíssima igreja de São Nicolau na Cidade Velha (Chrám sv. Mikuláše), entre outras atrações.

A praça, igreja de Týn e o monumento a Jan Hus vistos do alto da Torre do Relógio, em Praga

A praça, igreja de Týn e o monumento a Jan Hus vistos do alto da Torre do Relógio

• Depois de uma voltinha na praça, siga pela rua Karlova (procure as placas que indicam a Ponte Carlos).

• Atravesse a Ponte Carlos.

Ponte Carlos com o castelo ao fundo, em Praga

Aviso: ela não vai estar vazia assim. Essa foto foi feita logo depois do nascer do sol, há mais de 10 anos

• Siga até a Praça da Malá Strana. Ali, pegue o bonde número 22.

Bonde 22, Praga, Malostranske Namesti

É esse bonde mesmo. Às vezes ele aparece em versões mais modernas

• Desça na parada Pražský hrad e caminhe em direção ao Castelo de Praga.

• Vá ver a Catedral de São Vito. Faça um passeio rápido por dentro dela, apenas na parte gratuita.

Catedral Sao Vito, Praga

Essa vai ser a sua primeira visão inteira dela, inclusive com a moldura do portão

• Saia pela portão principal do Castelo e siga pela rua bem em frente ao portão.

• Siga subindo até conseguir dobrar à esquerda na Úvoz. Desça por ela.

Vista do castelo de Praga a partir do mirante do Mosteiro de Strahov

Você vai descer por aquela primeira rua ali, onde tem um muro

• Continue até chegar na Praça da Malá Strana. Siga até a Karmelitská e dobre na Prokopská.

• Vá pela Lázeňská e, depois, pela Velkopřevorské náměstí. Você vai passar pelo Muro de John Lennon.

Muro de John Lennon, Praga

O Muro de John Lennon

• Entre no parque Kampa e atravesse até as escadas que levam para a Malostranské nábřeží. Vire na Ponte Legií. Atravesse o rio.

• Chegando ao outro lado da ponte, você vai estar de frente para o Teatro Nacional.

Teatro Nacional de Praga

O teatro nacional: à noite, ele fica ainda mais lindo

• Siga pela rua até chegar na Praça Venceslau.

• Entre na Václavské náměstí e vá até lá em cima, na estátua de São Venceslau.

Praça Venceslau, Václavské náměstí ou ainda Wenceslas Square, Praga

A Praça Venceslau (Václavské náměstí ou ainda Wenceslas Square): lá no topo, junto do Museu Nacional, está a estátua do São Venceslau

• Olhe ao seu redor e respire fundo. Seu dia em Praga acabou.

Fim do roteiro. Espero que você tenha gosta e que você volte a Praga com mais tempo.

Sobre o Autor

12 Comentários
 
  1. José Nascimento 29 de setembro de 2019 at 5:36 pm Responder

    Ola, muito obrigado pelo roteiro e dicas. Segui tudo a risco e valeu super a pena. Mais uma vez agradeço!

    Abraços

    • Gabe Britto 29 de setembro de 2019 at 7:45 pm Responder

      Que bom, José! Abraço!

  2. Ivo Dias 24 de agosto de 2018 at 5:08 pm Responder

    Irei a Praga fim de setembro, infelizmente ficarei somente um dia, mas adorei o roteiro, vou seguir a risca…. Obrigado pelas informacoes.

    • Gabe Britto 27 de agosto de 2018 at 6:27 am Responder

      Que bom que você gostou, Ivo! =)

  3. suileni 5 de maio de 2018 at 7:01 pm Responder

    amei suas dicas ,se Deus permitir farei o roteiro de um dia ,me desculpe ,mas irei para muitos lugares e quero pelo menos dar uma espiada em Praga ,muito obrigada

    • Gabe Britto 5 de maio de 2018 at 8:02 pm Responder

      Prepare-se para querer voltar, Suileni! =) Boa Praga para você!

  4. Túlio 3 de maio de 2018 at 1:07 am Responder

    Existe um site oficial para comprar ingresso para o Castelo de Praga on line?

    • Gabe Britto 3 de maio de 2018 at 1:38 am Responder

      Não.

  5. Andréa 23 de junho de 2017 at 3:50 am Responder

    Oi, Gabe! Desisti do bate-volta e vou ficar 5 dias. Estou anotando todas as dicas. Muito boas! Obrigada e abraços.

    • Gabe Britto 23 de junho de 2017 at 10:19 am Responder

      Oi, Andréa! Que bom que você vai ficar mais tempo em Praga! Você vai adorar! =)

  6. Andréa 25 de abril de 2017 at 2:49 am Responder

    Olá! Adorei suas dicas, maravilhosas! Estarei em Dresden por 5 dias e gostaria de saber se é possível fazer um bate-volta básico até Praga, tipo esse seu roteiro. Se sim, pode me dizer por qual estação chegar e voltar? Ônibus ou trem? Obrigada desde já. Abraços.

    • Gabe Britto 25 de abril de 2017 at 12:13 pm Responder

      Oi, Andréa!

      Você vai mesmo fazer um bate-volta em Praga? É um enorme desperdício, viu? Mas, enfim, se você quer cometer isso, as opções são estas:

      – Trem: acesse o site da companhia ferroviária tcheca e veja os preços e horários. São aproximadamente 2h30 de viagem nos trens diretos. Neles, chegada e saída nas duas cidades acontecem na estação principal de cada uma.

      – Ônibus: acesse o site da RegioJet e veja os preços e horários. São aproximadamente 1h55 de viagem, direto entre a estação principal de Dresden (a mesma dos trens) e a estação Florenc, em Praga (conectada ao metrô linhas B e C, cores amarela e vermelha).

      Outra empresa de ônibus é a Flixbus. O tempo de viagem e as estações são os mesmos, mas ela oferece a opção de chegada e saída em Praga pela estação principal de trem, só que com 20 ou 30 minutos a mais. Minha opinião: não vale essa opção, porque o ônibus é o mesmo. Ele para em Florenc, o pessoal desembarca e ele segue para a estação de trem. Na volta é o contrário. O melhor é descer em Florenc e pegar o metrô logo.

      É isso. Boa viagem e boa sorte!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.