Reforma no Relógio Astronômico de Praga: veja infos, previsões e sugestões de outras torres

Muitos vão se frustrar, mas a obra é necessária e está planejada para causar o mínimo de incômodo, veja o cronograma
Notícias e curiosidades  /   /  Por Gabe Britto

Os turistas que passearam por Praga nas últimas semanas já perceberam: a Prefeitura da Cidade Velha, sua torre e o Relógio Astronômico de Praga estão entrando em reforma.

Os andaimes já estão instalados mas ainda é possível visitar a torre e o interior da prefeitura, além de ver o Relógio Astronômico.

As principais perguntas que começam a aparecer entre os viajantes são: até quando vão as obras? O que vai ser fechado? O relógio vai ser coberto em algum momento? Quando?

Explicarei, mas vamos por partes.

Reforma no Relógio Astronômico de Praga e na Prefeitura da Cidade Velha

Até quando vão as reformas?

Tudo vai acontecer em etapas, com algumas partes terminando antes e outras começando depois.

O objetivo é finalizar completamente antes (bem antes) de 28 de outubro de 2018, quando acontece a comemoração dos 100 anos da fundação da Tchecoslováquia, o antigo pais formado pela República Tcheca e pela Eslováquia.

 

O que vai ser fechado?

Ao longo das obras, a torre, a capela interna e o relógio intercalarão momentos de fechamento e abertura para o público.

Reforma no Relógio Astronômico de Praga: relógio com tapumes de obra

A torre e o relógio em dois ângulos: situação em maio de 2017 (fotos: Bruno Stucchi)

 

O relógio vai ser coberto? Quando?

Nessa divisão de etapas, os prazos previstos (aproximados!) são estes:

Entre 1º de junho e dezembro de 2017: torre fechada, mas visitas guiadas pelo interior da prefeitura seguem normalmente. Relógio Astronômico visível e funcionando – apenas a parte inferior dele (o calendário) já foi retirada e será substituída por uma foto.

Entre janeiro e maio de 2018: torre aberta e visitas guiadas pelas outras áreas do interior seguem acontecendo, apenas com a capela fechada. Relógio Astronômico visível até fevereiro (veja o próximo item).

Entre fevereiro e junho de 2018: relógio desligado, retirado e coberto. Haverá uma foto dele sobre os tapumes.

Entre junho e outubro de 2018: relógio novamente visível e funcionando. Ainda não há informações dizendo se outras áreas fecharão. A princípio, não.

Os prazos acima são estimados. Durante todo esse período, a intenção da prefeitura é manter o relógio visível pelo maior tempo possível. Porém, imprevistos podem acontecer e existe a possibilidade dele precisar ser coberto antes do imaginado ou ter a sua reabertura atrasada. Obras estão sempre sujeitas a mudanças de cronograma.

 

Se a torre vai ficar fechada até dezembro de 2017, como eu poderei ver a cidade de cima?

A capital tcheca tem mais de uma centena de torres e você tem muitas outras opções para ver a cidade de cima. Leia o post em que eu indico as melhores torres para ver Praga.

De qualquer maneira, a administração da Prefeitura da Cidade Velha fez um acordo com a Prefeitura da Cidade Nova para que os tíquetes comprados para as visitas internas da primeira sejam válidos para subir na torre da segunda. A distância entre uma e outra é de 1,2 km, passeando por ruas ótimas.

Veja a vista da torre da Prefeitura da Cidade Nova. São 221 degraus até o topo e não há elevador.

Reforma no Relógio Astronômico de Praga: vista torre da Prefeitura da Cidade Nova

Em direção ao Castelo de Praga (foto: Bruno Stucchi)

Reforma no Relógio Astronômico de Praga: vista torre da Prefeitura da Cidade Nova

Em direção à Praça Carlos (Karlovo náměstí) (foto: Bruno Stucchi)

 

Alguma sugestão de melhor torre alternativa?

Caso você não faça questão de passear pelo interior da Prefeitura da Cidade Velha (que é muito legal) prefira visitar a Torre Astronômica, que fica no Clementinum.

Torre Astronômica de Praga: vista para para o parque Petřín e o Castelo de Praga

Vista da Torre Astronômica para o parque Petřín e o Castelo de Praga

Torre Astronômica de Praga: vista para a Praça da Cidade Velha

Vista da Torre Astronômica para a Praça da Cidade Velha

Você vai precisar fazer o tour do Clementinum, mas ele é muito bom, inclui a observação de uma biblioteca barroca lindíssima e a torre é uma das melhores de Praga – além de ser a que tem a vista mais parecida com a da Prefeitura da Cidade Velha.

Problema: no momento em que escrevo este post, os tours do Clementinum estão temporariamente suspensos, mas podem voltar a qualquer momento. Sugiro que você passe por lá e verifique pessoalmente (fica no caminho entre a Praça da Cidade Velha e a Ponte Carlos), fique de olho no site ou ligue usando os telefones indicados nele. Atualizarei quando souber de novidades.

Torre Astronômica (Astronomická věž), no Clementinum (Klementinum)

Entradas pelas ruas Karlova 1 e Mariánské náměstí 5

Ingressos no pátio do Clementinum

Acesso: elevador + escadas (87 degraus)

 

Por que estão fazendo essas reformas?

Ninguém perguntou aqui, mas a verdade é que a Prefeitura da Cidade Velha estava precisando de reformas havia muito tempo.

As últimos grandes reparos feitos nela aconteceram entre 1945 e 1948, depois do bombardeio sofrido no fim da Segunda Guerra. O Relógio Astronômico de Praga foi totalmente destruído na época.

Praga: A Prefeitura da Cidade Velha e o Relógio Astronômico, depois do bombardeio, em 1945

A Prefeitura da Cidade Velha e o Relógio Astronômico, depois do bombardeio, em 1945 (fotos de domínio público)

Depois daquilo, somente consertos pontuais foram realizados nos anos 70 e 80, com outros pequenos ajustes em 2005. Desde então, mais nada.

Para um prédio construído em 1338 e um relógio montado em 1410, eles estão muito bem conservados. Mas precisam ser bem cuidados para que continuem lindos por mais tempo.

Sobre o Autor

9 Comentários
 
  1. Andréa 16 de julho de 2017 at 7:42 pm Responder

    Olá, Gabe! Uma dúvida sobre o Clementinum. Ao entrar no site há uma informação que talvez não seja possível fazer o tour guiado devido a uma disputa judiciária com a Biblioteca Nacional. Você sabe algo sobre isso? Grata, Andréa.

    • Gabe Britto 16 de julho de 2017 at 9:17 pm Responder

      Oi, Andréa. Como eu recomendo no post, passe por lá e verifique pessoalmente (fica no caminho entre a Praça da Cidade Velha e a Ponte Carlos), fique de olho no site ou ligue usando os telefones indicados nele. A princípio, se o site ainda está com o aviso, é porque os tours ainda não voltaram ao normal. De qualquer maneira, reforço que o ideal é passar lá e verificar. Abraço!

      • Andréa 28 de julho de 2017 at 1:20 am

        Valeu!

  2. Andre Casanova 24 de maio de 2017 at 8:29 pm Responder

    Bem… vendo pelo lado bom, pelo menos irei no final de Outubro e verei o relógio descoberto e participarei da festa do centenário. Pelo menos isso…

    • Gabe Britto 24 de maio de 2017 at 9:18 pm Responder

      André, todos nós vivemos isso um dia. Na minha primeira visita a Berlim, cheguei lá todo feliz, corri para o Portão de Brandemburgo e adivinha? Estava completamente coberto. Seriq como ir a Praga e ver o castelo ou a Ponte Carlos cobertos por tapumes. =) Murphy viaja com a gente. Abraço!

      • Gabe Britto 24 de maio de 2017 at 9:21 pm

        Você percebeu que o outubro do centenário é de 2018, né? 😉

      • Andre Casanova 25 de maio de 2017 at 12:12 pm

        Percebi agora que você falou. Bem… pelo menos nada com a Ponte vai acontecer e também não pegarei a fase do relógio coberto.
        Presenciarei a Grande Reforma para me conformar um pouco. hahahahha Ok, ok… estou tentando ser otimista. Sou o cara que sem enxerga o copo meio cheio. =D Pelo menos é apenas o Relógio! rsrsrsrs

        Mas chegar em Berlin e ver o Portão de Brandemburgo coberto deve ser chato mesmo.

      • Gabe Britto 25 de maio de 2017 at 12:55 pm

        Foi péssimo! Foi o primeiro lugar para onde fui na cidade! Foi como chegar em Paris e ver a Torre Eiffel coberta!

        Quer mais? Quando fui para Pequim, adivinha o que estava coberto? A fachada da Cidade Proibida… Tive sorte porque voltei uns 10 dias depois e os tapumes haviam sido retirados, mas a decepção do início foi inevitável.

        Enfim, como eu disse, Murphy viaja com a gente. Essas coisas acontecem. 😉

  3. Andre Casanova 24 de maio de 2017 at 8:28 pm Responder

    hahahahaha EEEEEE azar lascado. Nunca viajei para fora, quando resolvo fazer minha primeira viagem… hahahahahaha tem que rir para não chorar.

Deixe um comentário