Agora é de verdade, verdade, verdade mesmo.

Da mesma forma que todo mundo usa apenas Brasil para se referir à República Federativa do Brasil, a República Tcheca agora quer que apenas o nome Czechia seja usado para se referir à ela (ou Tchéquia, na versão que eu acho ser a mais provável em português).

O desejo foi oficializado na última sexta-feira (1º de julho), depois de duas décadas de debate. O governo tcheco divulgou nota declarando que “é recomendado usar o nome simples – Czechia, em inglês – em línguas estrangeiras, se não for necessário usar o nome completo do país”.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores também declarou que as Nações Unidas foram formalmente avisadas do pedido do uso de Tchéquia.

Agora só falta convencer a população, já que a maioria não gostou da novidade (muito menos os morávios, povo de etnia diferente, que habita a segunda maior região do país, a Morávia, e acha que o ideal serial algo como Tchecomorávia).

Porém, segundo o governo, o nome simples não vai ser imposto ao povo. A ideia é que a mudança aconteça de forma natural e gradual.

E você? Gostou? Vai usar? Prefere ir para a República Tcheca ou para a Tchéquia?

E em português, será que vai ficar Tchéquia ou Chéquia? Eu voto Tchéquia, mil vezes.

ESCLARECIMENTO: Achei que tivesse ficado claro lá no alto do post, mas percebi que não ficou. Então vamos lá: o nome República Tcheca continua valendo e sendo o nome completo do país. A diferença é que agora a República Tcheca tem um nome curto que pode ser usado oficialmente, coisa que não tinha antes: Tchéquia.

É exatamente o mesmo que acontece com muitos países do mundo, que têm um nome longo (mais formal) e outro curto.

Exemplos: a República Francesa é chamada apenas de França, o Reino da Espanha é chamado apenas de Espanha, a Federação Russa é chamada apenas de Rússia e a República Federativa do Brasil é chamada apenas de Brasil.

Ah, o nome do povo também permanece o mesmo. Os tchecos seguem sendo os tchecos.

Sobre o Autor

2 Comentários
 
  1. Ailson Domingues Rodrigues 24 de março de 2017 at 11:34 pm Responder

    Na revolução de veludo eu estava lá e assisti pela TV, a Tchecoslováquia mudar de nome para República Tcheca. Soube da exigência da UE, para adoção do nome Tchéquia na última viagem em 2016, que haveria um plebiscito e tal, que o povo não estava gostando nada disso, mas só agora soube da regulamentação do nome único Tchéquia, com as explicações aceitáveis, de que oficialmente continua sendo República Tcheca, podendo contudo se referir oficialmente Tchequia. Com o tempo o povo se acostumará. É o caso da República Federativa do Brasil, ser conhecida só como Brasil.

    • Gabe Britto 25 de março de 2017 at 1:19 am Responder

      Também acho, Ailson. É tudo costume. Vai levar um bom tempo, décadas talvez, mas vai virar Tchéquia para o mundo inteiro.

Deixe um comentário