Situação do coronavírus em Praga e na República Tcheca

Coronavírus na República Tcheca

A situação do coronavírus em Praga na República Tcheca é relativamente tranquila, comparando com a maioria dos países da União Europeia.

Em 12 de março, o governo tcheco decretou Estado de Emergência e, quatro dias depois (16 de março), decretou o fechamento das fronteiras, impedindo a entrada de turistas.

Desde então, o país passou por várias medidas internas, incluindo a quarentena dos moradores e a obrigatoriedade do uso de máscaras (mesmo caseiras) para sair de casa.

O Estado de Emergência terminou em 17 de maio, mas as fronteiras seguem fechadas ao turismo.

Os hotéis e outros serviços de hospedagem, por exemplo, só poderão reabrir a partir de 25 de maio.

Ou seja: até lá, é certo que não haverá fronteiras abertas ao turismo na República Tcheca.

E mesmo quando as fronteiras forem reabertas, a entrada só deve ser permitida a moradores de países onde a doença já estiver tão sob controle quanto na República Tcheca.

Devo adiar minha viagem para Praga e para a República Tcheca?

Se a sua viagem estiver programada para acontecer antes de 25 de maio de 2020, sim, pode adiar.

Se ela estiver marcada para depois disso, ainda não é possível afirmar algo. Mas é possível ter uma ideia a partir de declarações de integrantes do governo.

Em 26 de abril, por exemplo, o ministro dos Negócios Estrangeiros (ou ministro das Relações Exteriores, no Brasil) disse em uma entrevista:

“Queremos abrir [fronteiras] com Eslováquia e Áustria a partir de julho, e com outros destinos a partir de agosto. Se a situação permanecer positiva, talvez seja mais rápido. No caso de países muito afetados, como Itália, Espanha e EUA, ainda é prematuro falar.”

Não há como saber quando Portugal e Brasil serão considerados países com a doença controlada.

Portugal tem mais chances de entrar antes numa boa situação, então tem maiores possibilidades de ter fronteiras abertas com a República Tcheca.

Já o Brasil não parece ter muitas chances de ser considerado um país com a covid-19 sob controle tão cedo, então minha dica para os brasileiros é: comecem a pensar seriamente em como fazer o adiamento das suas viagens.

Anote todas as datas-limite para mudanças gratuitas do que tiver sido reservado.

Veja se a sua companhia aérea já liberou remarcações sem multa. Caso ainda não tenha liberado, avalie se vale esperar até que ela faça isso, o que pode evitar um prejuízo ainda maior.

Se precisar de alguma informação oficial para justificar seu adiamento, utilize os sites do Ministério da Saúde da República Tcheca e o site IATA Travel Centre. O primeiro está em tcheco, mas você pode usar o Google Translate. O segundo está em inglês.

(A IATA é a Associação Internacional de Transportes Aéreos. O IATA Travel Centre é a fonte oficial da associação referente a restrições de entrada nos países. Se ali diz que você não pode entrar num país, é uma informação oficial.)

Ao mesmo tempo, fique de olho na situação do coronavírus em Praga e na República Tcheca. Se houver novas medidas oficiais que impeçam a sua viagem, as remarcações ficam mais fáceis (ou menos difíceis).

Para informações atualizadas com mais frequência siga o Insider Praga no Instagram. Estou atualizando as informações no destaques CORONA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.